Sigtap

O sistema de gerenciamento da tabela unificada de procedimentos (SIGTAP) é de fundamental importância para que o SUS se mantenha com uma estabilidade financeira maior, principalmente na questão dos Estados menores, os quais, enfrentam uma dificuldade de arrecadação maior.

Por isso que o Governo Federal tem uma grande preocupação quanto ao correto funcionamento do Sigtap, para que todas as suas funções corram da melhor maneira possível e esse sistema tenha a sua própria ordenação, com acesso a todos os gestores, seja de Estados, seja de cidade pequenas.

SIGTAP SUS
SIGTAP SUS

Tabela SIGTAP

O Sigtap é um sistema próprio, organizado pelo Ministério da Saúde, junto com outros órgãos do Governo Federal, que faz com que todos os procedimentos cirúrgicos, de todas as cidades do país, sejam marcados e agendados, já com os valores que serão gastos nessas operações e também com os materiais utilizados. Desse modo, os prefeitos e Governadores dos Estados, já sabem o quanto gastarão e o quanto as operações mais delicadas do SUS custarão, planejando assim o quanto de deve guardar e a cobrança a ser feita em relação ao repasse de verbas do Governo Federal.

Outro ponto importante da tabela Sigtap é que ele permite com que os próprios hospitais se preparem para receber os pacientes e já preparem os procedimentos a serem feitos de maneira antecipada. Confira também como acessar o SIGUS do SUS.

Com tudo isso, fica muito mais fácil para os profissionais da saúde se prepararem e terem os procedimentos realizados de uma maneira mais organizada, com menor risco para os pacientes e também com redução de custo nos procedimentos.

Download Tabela SIGTAP – PDF e Excel

O Ministério da Saúde oferece a plataforma para download em Windows e Linux, onde o usuário pode baixar as tabelas SIGTAP em formato Excel ou PDF para consulta e edição no próprio computador do usuário. Para fazer o download do aplicativo, basta acessar o link abaixo:

http://sigtap.datasus.gov.br/tabela-unificada/app/download.jsp

Como funciona o SIGTAP

Para a correta utilização do Sigtap, o que permite com que os gestores e auditores dos hospitais conveniados ao SUS, tenham um controle financeiro eficiente, todos os procedimentos realizados nesses locais, devem ser notificados, por meio da própria atualização do sistema.

Outro ponto importante a ser destacado, é que o Sigtap também deve ter um levantamento de quais são as operações que mais são feitas nos hospitais, quais os seus custos e quantas pessoas se utilizam desse tipo de procedimento.

Tabela SIGTAP
Tabela SIGTAP

Assim, caso haja alguma incongruência entre o número de operações realizadas nesse hospital e os dados postos no Sigtap, o auditor independente, que é responsável por realizar essa conferência, pode pedir algum tipo de punição interna, para o hospital, por subnotificar o sistema do SUS e também por ocultar as operações realizadas.

Desse modo, o hospital consegue recuperar algumas das operações que foram realizadas e cobrar esse valor do estado, equilibrando as suas finanças e fazendo com que o SUS tenha as suas próprias finanças estáveis.

Atenção usuários do SUS – fique por dentro dessas notícias:

Cadastro SIGTAP

Para cadastrar uma cirurgia feita, basta a um gestor do hospital entrar no Sigtap com os dados cadastrados e preencher os dados da planilha, desse modo, ele terá todas as informações postas e esse controle, tanto do estado, quanto do auditor independente, fica muito mais fácil de ser realizado e consequentemente as finanças ficam mais equilibradas, evitando assim um rombo nos cofres públicos.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votes, average: 4.33 out of 5)
Loading...