Notícias

SUS oferece DIU de Cobre para rede Pública do estado do Amapá

Embora seja considerado um dos métodos contraceptivos mais confiáveis disponíveis, o dispositivo intrauterino ainda tem baixa adesão no Amapá de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde. O dispositivo é oferecido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde.

Uso do dispositivo intrauterino no Amapá

Nos primeiros seis de 2019, somente 124 dispositivos foram implantados em mulheres por meio da rede pública de saúde no estado. No ano passo, esse indicador chegou a 208 implantações do dispositivo. A Secretaria de Estado da Saúde reconhece que a implantação desse método contraceptivo tem aumentado, mas ainda é baixo.

Conhecendo o Dispositivo Intrauterino

O dispositivo intrauterino é implantado na parte interna do útero. Diferente do que se pensa, ele não possui dosagem hormonal. O dispositivo possui cobre, que é liberado lentamente no útero e torna o endométrio impróprio. O endométrio é o local de depósito dos ovos. Então, o resultado da fecundação passa direito e não se torna um embrião, pois não há fecundação.

O dispositivo intrauterino não é considerado um método abortivo, pois a vida é considerada quando começa a multiplicação das células.

Entretanto, o dispositivo não protege a usuário contra as infecções sexualmente transmissíveis, mais conhecida como ISTs. Portanto, os preservativos femininos e masculinos são consideradas os métodos mais indicados para prevenir contaminações durante as relações sexuais.

A implantação do dispositivo intrauterino é um procedimento muito simples e rápido, pois dura em torno de cinco minutos. Além disso, não é necessário a aplicação de anestesia.

Benefícios do DIU

O dispositivo intrauterino oferece uma série de benefícios aos seus usuários. Na maioria das vezes, as vantagens sobressaem sobre as desvantagens do uso do dispositivo.

  • Pode ser retirado em qualquer momento
  • Existem poucos efeitos colaterais
  • Não necessita ser trocado frequentemente
  • Pode ser implantado durante a amamentação

Algumas das desvantagens do dispositivo é a inserção descontável e por ser um método mais caro a curto prazo.

Como solicitar o DIU no Amapá?

Como dito anteriormente, o dispositivo intrauterino pode ser implantado gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde. Nesse caso, o primeiro passo é procurar a rede municipal de saúde. O interessado pode pedir a implantação do DIU aos profissionais de saúde em qualquer Unidade Básica de Saúde (UBS) ou posto de saúde, que encaminhará à rede secundária.

Logo depois, o agendamento e a implantação serão realizados no Centro de Promoção Humana Frei Daniel de Samarate – Capuchinhos, que fica localizada na Avenida FAB, entre as ruas Marcelo Cândia e Paraná, no bairro Santa Rita, na região Central de Macapá.

A unidade média possui cooperação do Hospital Da Mulher Mãe Luiza, que é a única unidade referência em ginecologia, obstetrícia e neonatologia no Amapá.

Todo o procedimento de implantação é realizado por um ginecologista e dura entre 5 e 10 minutos. Para estar apto a implantação, a interessada deve estar em meio ao ciclo menstrual, ter feito exame preventivo e também ultrassonografia transvaginal. As mulheres também podem implantar o dispositivo no pós-parto, seja normal ou cesárea.