Notícias

Estado do Rio de Janeiro realizou apenas 30 cirurgias destinadas a obesidade no ano de 2018

Os dados mais recentes do Sistema de Informações Hospitalares do Ministério da Saúde revelam que foram feitas somente 30 cirurgias bariátricas pelo Sistema Único de Saúde, em 2018, no Rio de Janeiro.

Cirurgia Tratamento da Obesidade

Atualmente, somente dois centros hospitalares estão habilitados a fazer o procedimento cirúrgico para tratamento da obesidade pelo SUS no Rio de Janeiro: Hospital Universitário Clementino Fraga Filho e Hospital Federal de Ipanema. Aproximadamente 1 mil pessoas estão na fila para o programa de realização de cirurgia bariátrica.

O presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, Marcos Leão Vilas Bôas, afirma que é necessário popularizar o acesso à cirurgia bariátrica e metabólica, proporcionando melhor cuidado para uma grande quantidade de pessoas que precisam atenção e possui qualidade de vida diminuída devido esta enfermidade.

O diabetes, assim como colesterol alto e hipertensão, estão intimamente relacionados a falta de hábitos saudáveis e ao excesso de peso.

Quem pode solicitar cirurgia para diabetes?

Assim como qualquer outro procedimento cirúrgico, a cirurgia metabólica também possui alguns pré-requisitos que definem quem pode realizar a cirurgia para diabetes. É o profissional médico que irá avaliar a situação do paciente.

  • Ter menos de dez anos de diagnóstico de diabetes;
  • IMC entre 30 e 34,9;
  • Possuir entre 30 e 70 anos;
  • Não obter sucesso com tratamento clínico
  • Possui diabetes tipo 2

Além da diabetes, a cirurgia também alivia inúmeras outras condições, como hipertensão arterial, triglicérides, problemas nas articulações, coluna e enfermidades relacionadas à obesidade.

Panorama do Rio de Janeiro: obesidade e diabetes

Dados coletados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCM) colocam o estado do Rio de Janeiro como o terceiro do Brasil em quantidade de pessoas que têm recomendação para a cirurgia de obesidade, no caso bariátrica, ou para controle do diabetes tipo 2, no caso cirurgia metabólica.  Atualmente, são 448 mil pessoas. Já a população que cumpre com os requisitos do Sistema Único de Saúde para realização da cirurgia é de 300 mil.

No ranking nacional em número de paciente com diabetes em todo o território brasileiro, o Rio de Janeiro também ocupa a primeira posição. De acordo com a Vigitel, aproximadamente 62,4 mil pessoas são acometidas com a condição, ou seja, 10,4% da população.

Panorama do Brasil

De acordo com dados da Federação Internacional do Diabetes, o Brasil é o quarto país do mundo com maior quantidade de diabéticos. Ele fica atrás somente da China, Índia e Estados Unidos.

Em 2017, a obesidade atingiu 39,5 milhões de brasileiros, representando uma quantidade 78% maior que em 2006. Como é sabido, a obesidade tem uma forte relação no aparecimento da diabetes.

Atualmente, 69,3% do total de mortes são relacionadas a doenças crônicas não transmissíveis, como doenças cardiovasculares, neoplasias, doenças respiratórias e o diabetes.